Embelezamento para televisão e dicção para rádio e TV foram os temas das oficinas do último dia da Semana de Integração e Resistência.

Após três dias de palestras, oficinas e rádio resistência, a Semana de Integração e Resistência finalizou suas atividades nessa quinta-feira (23). O evento foi realizado pelo Centro Acadêmico João do Rio (Cajor).

No 2° dia da X Semana de Integração e Resistência, a Professora de Jornalismo da UEPG, Ofélia Morales ministrou, em espanhol, oficina temática sobre cultura espanhola na América Latina.

A X Semana da Resistência continuou durante a tarde com a Oficina de Freelancer. A atividade aconteceu na última terça-feira (21), às 13h.

A X Semana de Integração e Resistência iniciou nessa terça-feira com palestras, rádio resistência e oficinas.

 

O Centro Acadêmico João do Rio (CAJOR) do curso de Jornalismo da UEPG convida todos para a X Semana da Resistência, que acontece nos dias 21, 22 e 23 de maio. O evento terá palestras, oficinas e atividades culturais.

A 10ª Semana de Integração da Resistência (Seintre) acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de maio, no Grande Auditório da Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Neste ano, o evento terá como tema principal o resgate de jovens em causas sociais. A manifestação, que teve inicio em 2006, foi encabeçada pelo ex aluno de Jornalismo Ricardo Ampudia, que inclusive será um dos palestrantes desta edição da Semana. O propósito inicial do acontecimento foi chamar a atenção do poder público contra a falta de professores na instituição.

No ano de 2004 faltavam 181 professores na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Além da falta de docentes, o Governo Requião (PMDB) decretou o fechamento de 43 cursos de Universidades Estaduais, desses, 8 eram da UEPG. Foi assim que surgiu o movimento da resistência.