Na ultima terça-feira (05/08), o Mestrado em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) trouxe o pesquisador argentino César Arrueta para ministrar o curso “Medios de comunicación: rutinas informativas y actuación política en Argentina”. O curso possuía duração de três dias,e terminou nesta quinta-feira (07/08) com a palestra “A mídia democrática e a participação cidadã na Argentina”, aberta ao público, a partir das 9h no pequeno auditório, bloco A, Campus Central da UEPG. Esta é a segunda vez que o argentino apresenta seu trabalho na instituição.

Arrueta é professor na Facultad de Humanidades y Ciencias Sociales da Universidad de Jujuy, na Argentina, e integrante do Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnica (CONICET). Em sua primeira fala, destacou a importância da pesquisa sobre a imprensa, ressaltando as diferenças entre o estudar e o fazer jornalismo. Comentou sobre os conceitos de jornalismo e comunicação que, segundo ele, o primeiro é uma prática profissional, e o segundo é uma disciplina científica.

De acordo com a professora de jornalismo da UEPG, Hebe Gonçalves, é sempre interessante trazer pesquisadores estrangeiros para falar aos estudantes, já que isso cria um vínculo com o curso. “Isso é muito importante pela troca de experiências que se dá. Nos permite entender melhor a realidade do assunto em outros países”, afirma Hebe.

No segundo dia de curso, pela manhã, Arrueta discorreu sobre a atuação política dos meios de comunicação, apresentando diversos exemplos de como esse processo se dá nos grandes conglomerados midiáticos argentinos. Outro ponto que abordou foi relacionado a atuação política dos jornais, e o poder validado através do medo que figuras públicas têm da exposição gerada pelas notícias.

Durante a tarde, o foco do curso foi a entrevista jornalística, do profissional jornalista e do pesquisador em jornalismo, com destaque para o segundo. Arrueta tratou de aspectos como a classificação das entrevistas, a categoria dos informantes e sua seleção, e o processo de validação da fala do entrevistado.

Para Manoel Moabis, professor de jornalismo e participante do curso, Arrueta trouxe um suporte teórico interessante, que permitirá aplicar metodologicamente os conceitos apresentados durante o curso.

A palestra de encerramento tratou de um tema bastante pautado nos últimos semestres no curso de jornalismo, a mídia democrática a nível nacional. A fala foi aberta ao público.

 

Confira trechos das falas de César Arrueta aos alunos:

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar