“Os políticos regulam o que eles querem ouvir, só as coisas boas e eu não quero ser assim”, enfatizou o candidato a Governador do Paraná pelo PTC, Tulio Bandeira, em entrevista coletiva com os alunos do primeiro ano de jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). O encontro ocorreu no pequeno auditório no Campus Central da UEPG, na quarta-feira, às 14 horas.

A coletiva foi principalmente para conversar sobre o ensino superior no Paraná e se responsabilizar a cumprir as propostas expostas, por meio da assinatura na carta de revindicação elaborada pelo Sindicato dos Docentes da UEPG (SINDUEPG). “Eu quero ser um governador que resolva o problema das pessoas”, afirmou em relação à proposta de uma gestão pública eficiente e competente.

Bandeira discursou sobre o problema da aplicação do dinheiro público e da proposta de cortar gastos na área de Secretaria do Estado do Paraná. “Vamos ver se a Universidade tem verba para investir, possuir acesso aos números e acabar com o discurso de que não temos dinheiro”, explicou. De acordo com Bandeira, pretende se comprometer com a transparência dos gastos públicos e propõem a educação em período integral para preparar os alunos com ensino técnico.

“Se a população não entender as minhas propostas, eu só tenho a lamentar”, disse Bandeira sobre a tranquilidade de sua campanha. O candidato também visa acabar com a correria das pessoas com um projeto em que o serviço público esteja centralizado e pronto para informar. “A hora é agora, nós precisamos renovar e mudar”, ressaltou.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar