A abertura do XIII EPPJ acontece no dia 19 de outubro. No dia 20 o evento ocorre paralelamente à XXIV Semana de Estudos em Comunicação (SECOM)Comissão organizadora optou por estender o prazo de inscrições em uma semana para não sobrecarregar professores, acadêmicos e também a comissão de pareceristas que avalia os artigos inscritos.

 

O XIII Encontro Paranaense de Pesquisa em Jornalismo (EPPJ), que acontece nos dias 19 e 20 de outubro no Pequeno Auditório da Universidade Estadual de Ponta Grossa, teve o prazo limite para submissão de trabalhos ampliado.

As inscrições, que inicialmente poderiam ser realizadas até o dia 21 de setembro, foram prorrogadas até o dia 28. Esta alteração agradou a muitos estudantes que pretendem submeter trabalhos, mas que não conseguiriam enviar os artigos até o dia 21.

O estudante do quarto ano de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Rodrigo Menegat, pretende submeter um artigo baseado em sua pesquisa de TCC. “Sem a prorrogação, eu não teria tempo mesmo de enviar meu artigo. Me salvou”, desabafa o estudante.

Este ano o tema do evento é o jornalismo e suas relações com a sociedade e oferece aos interessados a possibilidade de apresentar suas pesquisas de forma gratuita. O evento é realizado em parceria com a Agência de Jornalismo, Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais da UEPG, Mestrado em Jornalismo, Departamento de Jornalismo (DeJor) e pelo Grupo de Pesquisa Lógicas de Produção e Consumo no Jornalismo.

O EPPJ é valorizado pelos estudantes como forma de disseminar as pesquisas do campo. “É importante participar do evento, porque é uma forma de compartilhar reflexões sobre o trabalho. Através desse evento, é possível outras pessoas terem acesso e até mesmo ajudar quem esteja fazendo uma pesquisa semelhante”, afirma Bianca Machado, aluna do quarto ano de Jornalismo da UEPG.

Paula Melani Rocha, professora do DeJor, é uma das organizadoras desta edição do evento e explica o motivo pelo qual as inscrições foram prorrogadas. “O prazo foi expandido porque ficou muito próximo do outro evento realizado pelo curso, sobrecarregando a produção dos professores e acadêmicos. E também iriam sobrecarregar os pareceristas”, Paula afirma ainda que as inscrições não são limitadas, ou seja, não existe um número máximo de inscrições suportadas.

Relevância e visibilidade

O evento, já tradicional no estado, permite que os pesquisadores apresentem e deem visibilidade às produções realizadas, sejam elas pesquisas em jornalismo ou produtos jornalísticos. As inscrições são gratuitas e o evento não restringe o número de inscrições. No entanto, cada pesquisador pode submeter um artigo como autor. Além disso, é permitida apenas a inscrição de outros artigos em coautoria.

“É a oportunidade de mostrar o seu trabalho e ainda adquirir experiência com ele. É gratificante ver que todo o tempo que você se dedicou é valorizado, especialmente pelas pessoas que estarão no evento”, afirma a estudante do segundo ano do curso, Gabriela Bulhões.

Sobre a prorrogação do prazo de inscrição, Gabriela diz que a mesma não garante uma melhora na qualidade dos trabalhos, mas permite que seja feita uma revisão para garantir que o artigo será enviado corretamente. Porém, as opiniões diferem. “Acredito que a prorrogação não só contribui na qualidade dos trabalhos, como também ajuda a ter mais trabalhos inscritos. Com mais essa semana é possível pensar melhor a estrutura dos artigos e apresentar algo com mais qualidade”, afirma Bianca Machado.

Rafaela Oliveira

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar